Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2004




Nos vemos bien pronto.

Até dia 4...





Nedstat Basic - Free web site statistics Personal homepage website counter



Free counter









publicado por A.N às 00:01
link | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sexta-feira, 24 de Dezembro de 2004

Já só faltam 3 dias...


publicado por A.N às 02:17
link | comentar | partilhar

Quinta-feira, 23 de Dezembro de 2004




Gostava de vos escrever mais e melhor.

Gostava de ter todos os dias aventuras fantásticas para vos descrever, sugestões originais para vos oferecer, palavras críticas e análises inteligentes acerca da realidade que nos rodeia.

Há, de facto, dias assim…de produção intelectual massiva e inspiradora.

E há outros em que tal pura e simplesmente não sucede.

Talvez o Pai Natal me deixe violentos rasgos de imaginação e inspiração no sapatinho…

Na realidade não me posso queixar.

Contrariamente ao que esperava, “O mundo da ch@p@” tem-se mantido vivo e despertado mais interesse e discussões acesas do que alguma vez supus.

Parece ter pernas para andar e eu estou determinada a não o deixar desanimar.

O que começou por ser um passatempo de época de exames, tornou-se num hábito, num gesto que, não fora a concentração que exige, tornar-se-ia mecânico, irreflectido, banal…

Mas não o posso descrever assim.

Não estaria a ser justa nem comigo, com o meu mundo, nem com vocês que o acompanham.

Comunicar não poderá ser nunca um acto banal e tampouco a escrita poderá ser um acto irreflectido.

Afinal, o propósito último deste blog é transmitir algo a outrem, presenteá-lo com uma ideia ou pensamento, com uma sugestão ou apenas com um pequeno intervalo nos dias agitados que correm, com um pedaço de mim e dos colaboradores que aqui deixam as suas marcas …

Já tivemos mais de 1000 visitantes. Acho que é um motivo de orgulho e de parabéns.

Que os meus dias e pensamentos se tornem mais iluminados e interessantes.

Que a inspiração não me falte.

Que os visitantes regressem sempre.

Que a preguiça não me faça desistir deste projecto.

Que mais pessoas participem e comentem os posts.

Que todos tenham um Feliz Natal e um fantástico ano de 2005.











Nedstat Basic - Free web site statistics Personal homepage website counter



Free counter













publicado por A.N às 12:41
link | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Terça-feira, 21 de Dezembro de 2004
Avião sem asa, fogueira sem brasa

Sou eu assim sem você

Futebol sem bola.

Piu-Piu sem Frajola

Sou eu assim sem você



Por que é que tem que ser assim?

Se o meu desejo não tem fim

Eu te quero a todo instante

Nem mil alto-falantes

Vão poder falar por mim



Amor sem beijinho,

Buchecha sem Claudinho

Sou eu assim sem você

Circo sem palhaço,

namoro 'amasso'

Sou eu assim sem você



To louco pra te ver chegar

To louco pra te ter nas mãos

Deitar no teu abraço, retomar o pedaço

Que falta no meu coração



Eu não existo longe de você

E a solidão é o meu pior castigo

Eu conto as horas pra poder te ver

Mas o relógio tá de mal comigo Porque? Pooooooorque?



Neném sem chupeta,

Romeu sem Julieta

Sou eu assim sem você

Carro sem estrada, queijo sem goiabada

Sou eu assim sem você



Por que é que tem que ser assim?

Se o meu desejo não tem fim

Eu te quero a todo instante

Nem mil alto-falantes

Vão poder falar por mim



Eu não existo longe de você

E a solidão é o meu pior castigo

Eu conto as horas pra poder te ver

Mas o relógio tá de mal comigo



Adriana Calcanhoto " Fico assim sem você"











Nedstat Basic - Free web site statistics Personal homepage website counter



Free counter











publicado por A.N às 19:55
link | comentar | partilhar

Domingo, 19 de Dezembro de 2004




A "Ópera do Malandro", obra-prima de um dos maiores génios da música brasileira, Chico Buarque de Hollanda, chega a Portugal pela primeira vez, 25 anos depois da sua estreia no Rio de Janeiro, em 1977.





Os espectáculos decorrem no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, de 26 de Fevereiro a 6 Março, Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, a 10 e 11 de Março e Coliseu do Porto, de 17 a 20 do mesmo mês.



E eu já estou a contar os dias e a juntar os tostões...



publicado por A.N às 15:34
link | comentar | ver comentários (1) | partilhar





"Quem já passou por essa vida e não viveu

Pode ser mais, mas sabe menos do que eu

Porque a vida só se dá pra quem se deu

Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu

Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não

Não há mal pior do que a descrença

Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão

Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair

Pra que somar se a gente pode dividir

Eu francamente já não quero nem saber

De quem não vai porque tem medo de sofrer

Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão"



Vinicius de Moraes e Toquinho " Como dizia o poeta..."











publicado por A.N às 15:12
link | comentar | ver comentários (1) | partilhar





Ao folhear o suplemento Vidas do Expresso deste fim-de-semana, deparei-me com uma entrevista feita às Destiny´s Child.

Estas senhoras protagonizaram a banda sonora de toda uma fase da minha vida, em que procurava afirmar-me como independente, forte e decidida. Hahaha

E que belas figuras fazia, ao tentar alcançar esse ideal, tão bem plasmado nas letras das suas canções!

Bom, mas não é acerca da importância que as Destiny´s tiveram na minha vida que eu me proponho a dissertar hoje.

O que de facto me chamou a atenção, foi o seguinte parágrafo que de seguida passo a transcrever:

" Mais do que a música , são elas. Um trio que provoca o deleite dos olhares masculinos e permite às mulheres uma inveja admissível. São bonitas, curvilíneas, muito ricas e, ainda por cima, simpáticas."

Só por si, esta afirmação não levanta quaisquer suspeitas e é perfeitamente inofensiva.

Na realidade, o motivo pelo qual a frase me captou a atenção e consequentes divagações, foi a leviandade com que se afirma que o facto de algumas mulheres serem bonitas, ricas ou simpáticas, desperte inveja e outros sentimentos do tipo, nas demais mulheres.

Afirmações como esta são proferidas a todo o instante e pertencem ao senso comum porque não passam, nada mais nada menos, do que meras constatações da realidade: as mulheres são invejosas umas das outras, cobiçam o que as demais têm e toda a gente o sabe.

Convenhamos que não é frequente ler-se ou escutar-se: "É um homem bonito e charmoso, permitindo aos homens uma inveja admissível".

E porquê? Porque os homens não são assim.

Praticam uma indiferença generalizada entre os do seu sexo, que não lhes permite:

1) Ter conversas sérias entre eles.

2) Levar a sério o pouco que falam

3) Sentir inveja dos outros, porque "isso é coisa de gaja!"

Mas as mulheres não conseguem ser assim... Gostam de pensar que o são, mas não conseguem sê-lo...

Desenganem-se os homens que acreditam que elas se vestem, maquilham ou emagrecem a pensar neles.

No final é tudo uma questão de mulheres, uma luta de gigantes entre seres do mesmo sexo que em vez de o utilizarem para se aproximarem, se encaram como inimigas,tentando vingar perante as outras.

E afinal resume-se tudo ao que as outras mulheres pensam, ao que as outras mulheres vestem, ao que as outras mulheres têm e nós não, ao que elas irão dizer e criticar.

Começo a chegar à conclusão que as mulheres, antes mesmo de serem mães, filhas, esposas ou amantes, são caçadoras.

Mais do que qualquer homem, são educadas desde a infância para a caça e para a competição.

E vocês, meus senhores, não são o adversário, mas sim a caça, a presa.

Ainda que elas não o admitam e se coloquem na cómoda posição da vítima quando o desfecho da história não é o melhor.

Estou numa idade onde a palavra “casamento” é cada vez mais utilizada na linguagem comum das minhas amigas.

O que me deixa perplexa não é o facto de planearem casar, mas sim o facto de algumas delas falarem desse passo como uma verdadeira coroação, como o golpe fatal para apanhar o homem, não vá o gajo mudar de ideias e fugir!

Pensava que isto só sucedia em novelas...

Quão enganada estava eu ao pensar que as mulheres eram, de certa forma, o sexo mais fraco, propensas a sentimentalismos e desgostos...

Que prazer me dá pensar que sou diferente e afinal de contas, ao ver uma rapariga a vestir um tamanho 32, não consigo deixar de pensar que me daria um prazer imenso vê-la gorda...



publicado por A.N às 03:19
link | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2004




Reveillon na Torre Vasco da Gama





"A Maior Cascata de Fogo de Artifício do MundoAté agora, a maior cascata deste tipo era a do Hotel Le Meridien Copacabana, no Rio de Janeiro, a qual se tornou num exlibris do Brasil.

A nossa cascata de fogo de artifício será projectada a 140 metros de altura. Trata-se de um imponente e inédito fogo de titanium que corre em forma de cascata do alto da Torre Vasco da Gama para as águas do Rio Tejo.

A cascata lisboeta, irá abrir uma impressionante sequência de 10 minutos de fogo de artifício a partir de sete plataformas flutuantes ao longo de toda a margem do Mar da Palha"




publicado por A.N às 16:45
link | comentar | partilhar

Terça-feira, 14 de Dezembro de 2004
Que merda de vida
A do empregado
Sem tempo nem guita
Parece um drogado


Será que o patrão
Além de forreta
Terá de ser cagão
Palhaço, palerma?


Haverá solução
A tal compromisso?
Poderoso cabrão
Ou triste submisso?


Fugir às misérias
Só com umas férias
Até breve amigos
Vou comer taquitos!


publicado por A.N às 18:30
link | comentar | partilhar


"Olhó pastel de Belém!"


publicado por A.N às 00:46
link | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Carimbos no passaporte
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


You've got mail
omundodachapa@gmail.com
Check-in

Subscrever feeds