Sábado, 13 de Fevereiro de 2010

Na minha família, à semelhança do que aparentemente sucede na familia de José António Saraiva, todos nós fomos habituados não só a pensar pela nossa própria cabeça, como a desenvolver e discutir ideias e opiniões fortes , as quais, sem pudor ou filtro, insistimos em partilhar.

Ao contrário dos meus pais, tive o privilégio de crescer numa época , em que em Portugal a censura há já alguns anos não existia e as palavras dissidentes da corrente geral já não configuravam ilícitos criminais. Assim, não é de estranhar que é em minha casa se celebre, com emoção, as recordações do dia 25 de Abril de 1974 e que a perplexidade nos assombre quando confrontados com famílias e realidades para quem esse evento tem um sabor amargo e causa vergonha.

Não obstante o número de juristas que compõem o meu núcleo familiar, a análise jurídica dos factos referentes ao caso Face Oculta, relatados ultimamente pelo jornal Sol, assumiu um lugar periférico nas nossas reuniões familiares (o que não nos impediu de suspirar perante a falta de preparação e conhecimentos jurídicos de Judite de Sousa na sua entrevista a Noronha Nascimento!).

Em minha casa optámos por limitar-nos a celebrar a existência de vozes que não se calam; de um jornal que não só defende, como pratica a liberdade de expressão prevista na nossa lei fundamental e que, ao contrário do que sucede com as nossas instâncias governativas, abraça a política do exemplo, mostrando-nos que o silêncio, o medo e a indiferença não são virtudes, mas defeitos com os quais uma sociedade esclarecida e optimista não pode compactuar.

Hoje é Sábado e a nossa tradição familiar impõe que se brinde. O meu copo ergo-o ao Sol e respectiva Direcção que independemente das críticas de que é alvo, me faz acreditar que um dia seremos um país verdadeiramente democrático,

 



publicado por A.N às 18:32
link | comentar | partilhar

8 comentários:
De NMA a 14 de Fevereiro de 2010 às 14:52
A.N .
Antes de brindares ao Sol…

"Segundo o PÚBLICO apurou, a informação publicada pelo Sol faz efectivamente parte do processo Face Oculta. Contudo, quanto às suspeitas de um crime de atentado contra o Estado de Direito, não existem escutas transcritas, mas apenas relatórios de intercepções dessas escutas. Isso significa que não há uma transcrição literal das conversas escutadas, mas apenas resumos elaborados por inspectores da PJ que ouviram as intercepções telefónicas, sendo provavelmente esse relatórios que o semanário cita entre aspas."


De A.N a 14 de Fevereiro de 2010 às 18:49
Já sabia da primeira parte da notícia e já agora aproveito para acrescentar que segundo ouvi, o Sol é assistente no processo, ou seja, alguém lesado ou ofendido pelo crime que deu origem ao processo e a quem a lei confere a possibilidade de acompanhar o processo e deduzir, se assim o entender, um pedido de indemnização cível. Casos existem, aliás, em que o crime em causa é chamado de particular, o que implica que o processo, para avançar, tem que ser promovido pelo assistente que deduz a própria acusação.
Quando escrevi o post, não sabia que o Sol era assistente no Face Oculta e se usou a sua posição processual para publicar as noticias e chegar à informação, acho que a sua atitude, se intencional e premeditada, é censurável do ponto de vista profissional. No entanto, Nuno, escamotear a questão verdadeira e recorrer a formalismos, nesta altura do campeonato e perante tantos indícios de actos criminais e suspeitas, parece-me antes de mais uma atitude vã e hipócrita. Se o Sol com a sua conduta cometeu um crime (o que me parece que sim, no que respeita ao desrespeito da providência cautelar), então os seus Directores serão investigados, se houver indicios acusados e com provas condenados. De acordo com as leis do sistema, o mesmo procedimento deveria ser aplicado a qualquer pessoa.
O meu brinde só é condenável se nos lembrarmos da profissão que exerço, mas desculpa não partilhar da postura legalista e demagógica do meu magistrado. Aqui escrevi como cidadã que valoriza o direito de expressão, a responsabilização e prestação de esclarecimentos pelos nossos governantes.
Quanto às escutas, a lei impõe que as escutas são acompanhadas e seleccionadas por um juíz de instrução que ao considerá-las relevantes para a causa, as manda transcrever. Por isso, ou bem que elas existem e estão transcritas ou não existem ou foram mandadas apagar.Como é que o Público apurou a informação da sua inexistência continua a pasmar-me, mas o problema, a meu ver, não são as escutas que o Sol transcreveu, mas o despacho do Juiz de Instrução de Aveiro e do Magistrado do Ministério Público...Por muito menos, já vi processos crime ser iniciados e pessoas condenadas.


De NMA a 15 de Fevereiro de 2010 às 00:12
A penas chamei a atenção para o facto de haverem textos que o Sol apresenta como escutas, serem de facto transcrições de interpretações feitas por inspectores da PJ de Aveiro. Claro que o jornal se “esqueceu” de mencionar esse facto…
No entanto concordo que nesta fase do campeonato as questões formais ser aquilo que menos interessa. Naturalmente não podemos fingir que nada disto aconteceu…
Agora, também acho que estamos a enveredar por um caminho muito perigoso quando decidimos ignorar as decisões das mais altas instâncias de justiça do país, e resolvemos eleger crespos e manuelas moura guedes como justiceiros da pátria…


De NMA a 15 de Fevereiro de 2010 às 00:15
... e já agora peço desculpa pelo português. É o que dá estar a escrever a resposta e a ver os ídolos ao mesmo tempo ;)


De A.N a 15 de Fevereiro de 2010 às 08:38
hahahaha
Somos os dois bem portugueses. Domingo à noite, um sofá, os ídolos na televisão e dedos assassinos na blogosfera. :)

Bjs e já agora...parabéns !;)


De NMA a 15 de Fevereiro de 2010 às 10:41
obrigado!
:)


De Johnny T. a 19 de Fevereiro de 2010 às 19:26
Pessoalmente só leio o SOL por causa das criticas!


De A.N a 19 de Fevereiro de 2010 às 20:59
Aquele Miguel Simal até escreve bem. E com tanta escandaleira dos Boys vai certamente ser catapultado para a fama.


PS. O meu livro?


Comentar post

Carimbos no passaporte
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


You've got mail
omundodachapa@gmail.com
Check-in

Subscrever feeds