Terça-feira, 6 de Abril de 2010

 

Escrever sobre viagens é um acto que requer tempo, maturação de ideias, de experiências, de recordações. Nos momentos imediatos a um regresso, poucas são as ideias ordenadas e muitas as emoções que abafam e dissimulam eventos, dificuldades ou aventuras.

Uma das grandes riquezas de viajar consiste precisamente na perpetuação das memórias, na surpresa de recordar um episódio meses depois ou encontrar velhos bilhetes de metro, mapas e cartões de visita, anos depois, em malas perdidas no pó da arrecadação.

E de viagem em viagem amontam-se as malas, os sacos e mochilas, os livros de notas e albuns de fotografia que um dia levaremos connosco, no momento em que abandonarmos esta existência.

Se pudesse escolher, ao longo da vida não transportaria pedras, ainda que com elas pretendamos construir um caminho. Escolheria uma mala bem grande, onde pudesse guardar todas as recordações, países, cheiros e cores que aos poucos vou tendo a sorte de coleccionar.



publicado por A.N às 23:32
link | comentar | partilhar

Carimbos no passaporte
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


You've got mail
omundodachapa@gmail.com
Check-in

Subscrever feeds