Segunda-feira, 26 de Julho de 2010

As mulheres da minha geração partem sózinhas.

Abandonam empregos, listas de afazeres, os check-ups anuais e o preconceito. Trocam os saltos pelas havaianas e partem à aventura.

À procura do garimpeiro moreno, dos olhos verdes argentinos, dos músculos gregos ou simplesmente de uma recordação, de um avião entre o sol e a lua que abandonaram quando ao saltar.

 

As mulheres da minha geração não têm preço, não têm escalas, não pedem nada.

Merecem tudo e nada lhes pode ser negado.

O problema, às vezes, reside apenas em não saber o que se pedir.



publicado por A.N às 22:50
link | comentar | partilhar

1 comentário:
De Ventania a 7 de Agosto de 2010 às 15:38
Ou outro problema, pedir o impossível. Com esperança que um dia seja possível.


Comentar post

Carimbos no passaporte
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


You've got mail
omundodachapa@gmail.com
Check-in

Subscrever feeds