Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O mundo da Ch@p@

Momento fútil da Chapa

A.N, 19.11.05


















Para uma mulher que se preze, chuva rima com compras!
E para ir nos dedicarmos a esta doce tarefa, convém ir confortável, com roupas e calçado simples que consigamos facilmente remover nas cabines de provas.

Mas, aparentemente, essa minha teoria está errada.
Afinal, de acordo com as modelitos com quem tive o prazer de me cruzar esta tarde, o truque é atacar as lojas vestida para matar.
Aparentemente , só eu sentia o frio a arrepiar-me a pele e a humidade a embaraçar-me o cabelo (o regresso do look Tina Turner!), já que essas deusas desfilavam semi-nuas pelos corredores da Bershka, quais predoras experientes e poderosas, com aquele bronzeado de 20 euros a sessão que cria o efeito do eterno verão e provoca a inveja das macilentas como eu.
O efeito foi devastador!
Além de me ter sido impossível acompanhar o ritmo delas e, inevitavelmente, ter ficado com as sobras da loja, não consegui evitar sentir-me um verdadeiro chouriço, a trapalhona de sábado à tarde que, sem paciência para disfarçar a palidez com o sun powder da moda, acabou por perder a confiança e a vontade para as compras.
Ao fim de tantos anos finalmente aprendi: a cada ataque de consumismo descontrolado, o truque está em ir directamente do sofá para o shopping, de preferência ainda com olhos pegajosos de sono.
Não se fica com as gavetas cheias de lixo, como a carteira agradece!


P.S Não percebo como é que estas barbies não sentem frio... Será que é realmente psicológico?

2 comentários

Comentar post