Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O mundo da Ch@p@

Um ano

A.N, 13.07.07



Decorreu um ano e tal como as outros eventos marcantes, na hora da despedida, os sentimentos ficam dormentes e a mente não processa o turbilhão de pensamentos que o alívio e o incógnito originam.

Um ano passou e tudo aconteceu.

Complicado, traiçoeiro, inesperado, mas ao mesmo tempo unificador, gratificante, energético.

Chegou a hora do encerramento; não do evento em si, mas de todo um capítulo de uma história que, em muitos momentos, senti que não escrevi.

Celebre-se, pois, o final que, como num bom filme ou intrigante livro, permanece em aberto, aguardando as definições e as diferentes leituras que cada um pode dar.

Desconfianças

A.N, 12.07.07
Por vezes suspeito que Deus deve divertir-se à grande.
Imagino-o inteligente, mordaz e atento, agarrado à barriga num descontrolo de gargalhadas irónicas e ácidas.
O Deus em que acredito não nos criou, certamente, à sua imagem. As leis de mercado não permitem seres igualmente capazes e virtuosos.
Fez-nos, creio, mais tontos, mais ingénuos, menos sarcásticos e muito menos refinados.
E por isso se ri tanto: não connosco, mas sobre nós!

Pág. 2/2