Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O mundo da Ch@p@

Nem tudo o que luz é ouro

A.N, 27.10.10

O fim do dia chegou.

A tez pálida das radiações do monitor do computador e da luz artificial, realçava as olheiras baças e profundas.

O caminho para casa afigurava-se longo e sinuoso.

A meio do percurso, dois adolescentes passam por mim de bicicleta. Com a energia de final do dia dos púberes que hoje em dia já não recordo, o miúdo louro diz animadamente ao moreno:

 

"Eh pá, eu quando vejo uma menina bonita digo-lhe que ela é bonita. Qual é o mal?Por exemplo (e neste momento aponta para mim) aquela menina é bonita."

 

Pausa.

 

Um olhar mais atento e dois instantes decisivos depois, o louro continua o discurso: "F#$#$#, mas esta menina tem idade para ser minha mãe!".

 

 

Moral da história: manter um ego mediano, aos trinta anos, é uma tarefa hercúlea.

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.