Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O mundo da Ch@p@

...

A.N, 28.09.12

As reuniões de condóminos parecem-me ser um dos ambientes mais hostis que um cidadão mediano, possuidor de uma vida banal, pode experienciar, pelo menos uma vez por ano, num qualquer dia útil e num horário absurdo.

Não basta que estas tenham geralmente lugar em salas de reuniões a cheirar a mofo e humidade, como os seus participantes inevitavelmente dividem-se em guerrilhas semi-organizadas: os prejudicados, os forretas, os indignados, os justiceiros, os possuidores de sentido cívico e comunidade, os que esmiúçam os orçamentos e contas apresentados e todos os outros, os que vão para o frete, e que apenas se dignam a comparecer quando na ordem de trabalhos consta alguma matéria que os possa afectar.

 

Poucos se cumprimentam, sussurram-se estratégias conjuntas, partilham-se feridas de guerra, criticam-se anteriores administrações e as vindouras, reclama-se da falta de cooperação dos condóminos ausentes.

A primeira convocatória é inexistente, a segunda é vivida com ansiedade.

 

Ontem, aqui nospot, à hora marcada para a segunda convocatória, não foi possivel reunir o quórum necessário para realizar a reunião e deliberar sobre os primeiros três pontos da ordem de trabalhos.

 

Os beligerantes mostram-se desapontados.

Os do frete visivelmente aliviados.

Tivesse havido quórum, teria havido sangue. Juro.

1 comentário

Comentar post