Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O mundo da Ch@p@

Águas

A.N, 25.09.06
Não são de Março, mas poderiam perfeitamente ser de Abril.
Purificam o ar de Lisboa, advertendo-nos que o verão partiu e que mais um ciclo se inicia.
Chegadas e partidas, despedidas e reencontros.
Nas mãos, um ano novo a ponto de se tornar naquilo que esperámos, naquilo que desejámos e não deixámos morrer na areia...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.